Porno Amador

O melhor do porno gratis hétero reunido num só site.

Porno Amador | Transas Reais Melhores Videos de Pornô Amador

Um porno amador na piscina do hotel

Encontros casuais são os melhores para um porno amador ser bem feitinho. E em poucos segundos já tem um vídeo. Aqueles encontros não programados, como o que rolou com Alberto e Camila, dois completos estranhos hospedados em um mesmo hotel numa noite de sábado qualquer...

O motivo dos dois estarem ali sozinhos em um hotel de luxo, na beira mar, pode ser descrito como “destino”. Ele estava em uma viagem a trabalho, com alguns colegas. E naquela noite, resolveu deixar os amigos saírem sem a sua companhia. Tirou uma noite para descansar, e assistir TV em seu quarto.

porno amador

Ela (como recém solteira depois de desfazer um noivado de longa data), estava em busca de aventuras. Foi um encontro casual perfeito, encaixando tão bem quanto peças de um quebra cabeça feito sob medida.

Em algum momento Alberto resolveu conhecer a sua casa temporária de fim de semana, e saiu do quarto para dar uma volta. Passou pelos corredores, e acabou alcançando a parte central do hotel: a piscina. Pelo avançar da hora, já eram mais de 23h, e o espaço estava vazio. Poderia se refrescar, caso quisesse, e não haviam placas sobre o horário de funcionamento, ou funcionários impedindo a sua entrada. Preferiu, contudo, como todo pornô amador sentar-se em uma cadeira na beirada piscina, e apreciar a lua cheia no céu.

Talvez no mesmo instante a Camila pensou a mesma coisa: sair do quarto, e dar uma volta. Teve um dia cheio, conhecendo pontos turísticos. E estava disposta a curtir o bom serviço de um hotel cinco estrelas! Após algumas horas entediantes, assistindo a um programa chato na televisão, resolveu que seria um bom momento para conhecer a estrutura da hospedagem, e talvez desfrutar de uma paisagem bela.

Foi assim que se encontraram

A conversa ao lado da piscina sob o luar. Alberto já estava sentado, quando Camila entrou na área da piscina. Estava vestindo algo ao acaso, pensando estar sozinha. Ao notar o belo homem recostado em uma cadeira de bronzear, pensou em talvez trocar de roupa. Mas não seria pretensão demais imaginar um porno amador só por que um homem bonito estava observando-a de longe? Seguiu para sentar mais próximo como estava vestida: shorts curto, um top sem sutiã e sandálias nos pés.

O coroa de meia idade, e um belo cabelo grisalho, vestia algo parecido. Sua bermuda estava folgada o suficiente para a sua ereção ser notada quando ele viu o tamanho do decote da loira entrando em seu campo de visão. Rapidamente, a lua perdeu a sua atenção. Porque a real beleza estava andando, e sentando ao seu lado. O belo par de peitos estava arrepiado com o frio da noite, e mostrava isso através do tecido do top curtíssimo da mulher.

Um simples “boa noite” ao acaso vindo dela, acabou rendendo boas gargalhadas. Camila era divertida e atraente, uma combinação fatal para um lobo solitário em um quarto de motel, buscando novidades... E cheio de vídeos de pornô amador salvos no celular. E quando ela ria, abria levemente as pernas. E ele conseguiu ver um pouco de uma calcinha transparente, perfeitamente fina para ser rasgada com a boca e jogada no chão!

As risadas se tornaram boas demais, e em alguns segundos eles estavam sentados lado a lado. A intimidade tomou conta do ambiente, e rapidinho eles estavam partilhando segredos de vida. Ela estava solteira há pouco tempo, e com desejo de uma foda incrível. Dizendo isso, talvez ela abrisse as portas para um sábado diferenciado.

Da piscina para o quarto

A conversa saiu rápido da zona de trivialidades para algo mais sério... Ou picante. Em um bate papo franco, os dois puderam expor seus desejos de uma parceria perfeita para uma noite apenas. Sem troca de alianças, e que seria para aliviar a tensão. Chegaram em um ponto em comum: esse sábado poderia acabar em foda gostosa, e só isso. Nada mais. Sem ligações posteriores, e-mails ou troca de mensagens. Poderiam considerar essa sorte, e esse feito como coisas do destino.

A indireta veio de Alberto: “por que não subimos e continuamos esse bate papo no meu quarto?”. Para a sua surpresa, ela levantou e esperou ser guiada. Apesar de acabarem de se conhecer, seguiram de mãos dadas. Porque o pornô amador a ser feito a seguir indicaria que são um casal. Ao menos por pouco mais de uma hora... Seriam uma dupla a trocar algo mais, além de sorrisos. E poderiam seguir pelos corredores de um hotel com os dedos entrelaçados.

A porta foi aberta, e Camila entrou. Sentiu-se tímida, mas sentou na ponta da cama. Estava decidida pelo sexo casual, e fechou os olhos aguardando pelo moreno à sua frente. Sentiu, para a sua surpresa, seus lábios serem tocados em um selinho tímido. ‘Talvez ele seja um homem romântico”, pensou continuando com os olhos fechados, e deixando o beijo evoluir.

Alberto era sim um bom telespectador de porno amador online. E Camila sabia como se comportar com uma puta na cama. Mas esse não parecia ser o caso. Ela se vestia bem, falava com uma dama, e isso o levou a se soltar um pouco menos, e agir como se estivesse com uma princesa deitada do seu lado.

Ao mesmo tempo que tocava os lábios da mulher, ele passava a mão por cima de seus ombos. Sentiu um leve arrepio dela, e aproveitou o gancho para envolvê-la em seus braços. A esta altura, ele aproveitou o fato de ela estar sentada, e deitou-se por cima... Tocando-lhe a barriga, enquanto lambia sua boca com afinco. Desceu o dedo, e encontrou uma mulher disposta a tudo com a buceta inchada, já molhando a calcinha.

Devagarinho, ele despiu a sua nova mulher. Cada peça de roupa foi tirada com beijos, e sugadas de leve na pele sensível de Camila. Ela gemia, e observava enquanto ele tirava a própria calça, e se aprontava para entrar com força. Deitada, ela sentiu mais beijos enquanto o pau roçava na sua depilação. Foi penetrada de leve, suave como uma seda faria tocando seu corpo nu. Entraram em uma dança de movimentos sensuais, perfeitos para um orgasmo em conjunto que nem todo filme erótico mostraria.