Bucetas

O melhor do porno gratis hétero reunido num só site.

Bucetas em Vídeos Porno | Buceta Gostosa e Molhada

Louco por bucetas espiando no vestiário

Paulo tinha muitas taras, mas nenhuma se compara com a sua mania de procurar fotos de bucetas em todos os lugares. Ele quer sempre olhar, ver, se possível sentir o cheiro, e se tocar com aquilo. Chega ao clímax sozinho, muito rápido, porque não há nada melhor para ele que uma "perseguida". Todo dia, é um bom dia para ele quando está com uma bem gostosinha por perto.

A sua tara nem sempre era controlada, e as oportunidades surgiam na sua frente para serem usadas (seja para fantasia ou algo real). Certo dia, por exemplo, Paulo estava na academia, e soube que as câmeras de vigilância estavam desligadas. Em um horário tranquilo teve uma ideia: esconder-se no vestiário feminino, para fazer excelentes fotos das mulheres. Parecia uma ideia louca, insana para alguns. Mas para ele, seria a grande chance de curtir de perto todos os tipos de xoxotas que pudesse imaginar.

bucetas

Por trás da porta

Por alguns segundos, o vestiário ficou vazio, e Paulo pôde entrar sem ser flagrado, e esconder-se com segurança. Ele era jovem, e não precisaria disso. Tinha seu corpo escultural, e algumas meninas já devem ter gozado em siririca pensando em seu body build suado na academia. Contudo, tinha um desejo insaciável por ficar chupando buceta gostosa e não conseguia parar de explorar esse grande universo.

Escondido em um espaço para tomar banho com a porta trancada Paulo percebeu uma enorme fresta na porta. Agachando de forma correta e colocando o rosto na posição certa estava com uma excelente visão do ambiente e de possíveis tesudas a entrarem para serem apreciadas. Testou na prática a sua visão perfeita do paraíso, ao entrar uma bela loira de pouco mais de 20 anos. À vontade, e acreditando estar sozinha, a bela dona de uma chana boa estava desfilando nua pronta para tomar banho.

Para a sua sorte a loira da chaninha rosada foi para o box ao lado do roludo, e estava sem pressa para se banhar. Sendo um pouco mais alto, ele pôde observar por cima, a menina passando sabonete em todo o seu corpo, e esfregando cada cantinho com sucesso, devagarinho, e com cautela. Ela fazia isso lentamente, e de olhos fechados com a água do chuveiro em sua cara. Parecia gostar de esfregar a xoxota raspada com mais calma. Passou os dedos suavemente, e fez Paulo ganhar uma ereção imaginando ser os seus dedos ali entre as pernas dela.

Sem aguentar muito tempo, o jovem espião aproveitou a sua ereção para sonhar. Batia punheta enquanto a safada tomava banho bem pertinho, sentindo o seu cheiro, e por pouco não tocando-a. Ela estava dedicada demais a esfregar entre suas pernas, passando um dedo, e depois fazendo movimentos circulares como mereciam ser feitos para o relaxamento feminino. Fez isso mais de uma vez, e o rapaz no seu auge bateu punheta ainda mais forte.

Ele ia e vinha, com a pica na mão, enquanto a jovem de cabelos longos esfregava os peitos. Imaginou o que faria se estivesse com ela naquele espaço curto, e com água entre seus corpos. Talvez lambesse os mamilos para sentir o gosto, mordiscasse cada um deles para provar na boca como é um peitinho duro ou ainda, inspirado em cenas de porno buceta ele mamaria gostoso nessas tetas, enquanto enfiaria dois dedos dentro da chaninha apertada, e faria a gostosa gemer e gozar enquanto fazia a sua arte.

Morena apertada

Agora outra gostosa entra no vestiário. Vai ser uma punheta de leve, assistindo a uma morena se banhar, e Paulo estava sorrindo gostoso. Limpou a mão com a ajuda do chuveiro, recostou-se no box do banheiro, e curtiu a lombra de alguns minutos do orgasmo. Estava pronto para outra, e de fato outra gata estava entrando.

O vestiário da academia estava lotado, e agora precisava ter cuidado. Já tinha um objeto de desejo fixo, e a visão era perfeita: uma morena peludinha, da bucetinha apertada e com certeza uma cadela de gemer muito na cama se tivesse a oportunidade de levá-la ao motel. Do seu ponto de vista, conseguia enxergar direitinho todo o corpo da gostosa, e revirou os olhos com a enorme possibilidade de estar diante de uma virgem.

Apesar de ter gozado há pouco tempo, ele já estava pronto de novo para mais uma aventura. Estava observando a menina sentada em uma banqueta com as pernas abertas conversando com uma amiga, e não pensou em nada mais além de seu desejo de estar de joelhos ali na frente chupando ela todinha. Colocaria primeiro um dedo, e sentiria aos poucos com seus movimentos ela ficando molhada. Ouvindo os agrados através dos gemidos, ele abriria as pernas dela, e começaria a passar a língua aos poucos, de baixo para cima, suavemente.

A novinha iria ao delírio fácil com todos os planos de Paulo para a sua boceta tesuda. Esfregaria a cabecinha da rola dura no grelo, só para provocar, fazendo-a praticamente implorar para ser chupada ou fodida. Não entraria com tudo. Iria bem devagar, para aproveitar o apertadinho da ninfeta, e fazer ela pedir por mais. Quando terminasse, teria uma gostosa com o corpo mole e porra escorrendo na bunda.

A morena conversava com uma gostosa, toda lisinha sem pêlos também. Com essa ai, Paulo seria ainda mais selvagem porque são as bucetinhas mais gostosas. Meteria com força o pau e pegaria ela de jeito. Seguraria a sua cintura bem forte e iria com força, sentindo o saco batendo na bunda enquanto de quatro a negra gostosa imploraria por um fim antes de suas pernas tremerem e ela desmaiasse de prazer.

Ele chega em casa, e fica admirando as fotos de bucetas antes de dormir. O dia, para Paulo, tinha sido maravilhoso. Mas não acabaria ainda. Antes de deitar e relaxar, ele fechou os olhos, e pensou por um momento em tantas beldades vistas hoje. Não era, entretanto, o suficiente para parar por ali. Para uma noite tranquila, abriu o navegador do seu celular, e olhou algumas fotos. E foi assim se tocando que chegou ao orgasmo e sonhou com mais gostosas.